Futebol – Sabugal empata nos Açores

Sporting Clube Sabugal - Sabugal - Capeia Arraiana (orelha)

O Sporting Clube do Sabugal empatou a uma bola com o Sport Club Angrense, na deslocação aos Açores para a disputa de mais uma jornada do Campeonato Nacional de Séniores em Futebol.

As duas equipas no início da partida

As duas equipas no início da partida

Realizou-se a antepenúltima jornada do campeonato de Portugal Prio e o S.C.Sabugal tinha uma deslocação que se antevia difícil ao campo do 2º classificado. O Angrense.
Para ente embate o treinador Nando Ribeiro fez alinhar de início: Nuno, Hortelão, Janela, Cris, Diogo, Camilo, Nuno Marcos, Márcio, João Pedro, Barra e Jorgito, no banco dos suplentes estavam, para possíveis alterações, André (GR) Pedro, Alai, Ijair, Ali, Pires e Nani. Entrou bem o Sabugal na partida, tomando o controle do jogo e começando a jogar no meio campo adversário, sem contudo criar grandes jogadas de perigo para a baliza do Angrense. Com o decorrer dos minutos os Angrense começou a equilibrar a partida embora sem jogadas de perigo para a equipa forasteira, co a posse bola repartida pelas duas equipas e com o jogo a decorrer na zona de meio campo, sem jogadas de perigo quer para uma quer para outra equipa pensava o muito publico presente na estádio que o intervalo chegaria com o nulo no marcador, puro engano, pois na ultima jogada da primeira parte e depois de um remate aparentemente inofensivo, a bola entra na baliza do Sabugal de imediato o arbitro dá por terminada a primeira parte com vantagem imerecida para a equipa local.
No reatamento os forasteiros reentraram com o mesmo onze, encarando o jogo de forma mais assertiva, começando a delinear jogadas de algum perigo para a equipa da casa, até que o insubstituível Márcio não deu por perdida uma bola atrasada para o guarda redes local tendo sempre acreditado que o mesmo poderia falhar pressionou-o de forma exemplar o que levou a que este tentasse fintar o avançado do Sabugal e o melhor que conseguiu foi entregar-lhe a bola de bandeja tendo o Márcio unicamente que encostar para dentro da baliza fazendo assim o mais que merecido golo do empate.
A partir deste momento o Angrense intranquilizou-se (é candidato á subida), tinha de vencer a partida mas não mais conseguiu assentar o seu jogo, podendo nesta fase a Sabugal ter marcado o golo da vitória, quer na marcação de um livre superiormente executado por João Pedro, quer por uma perdida escandalosa de Ijair, que tinha momentos antes entrado para o lugar de Nuno Marcos. Até ao final Nando Ribeiro ainda refrescou a equipa entrando Alai e Ali para os lugares de Diogo e Márcio.
Para terminar de realçar mais um jogo sem perder do Sabugal, sendo que este ponto tem um sabor especial pois foi conquistado no terreno de um candidato á subida e onde o Sporting poderia, com um pouco mais de sorte e objetividade ter trazido os 3 pontos, na próxima jornada o Sabugal recebe a Académica de Coimbra e aqui sim é imperioso a conquista da vitória pois este é um candidato à descida e com estes o Sabugal não pode perder pontos.

Últimas linhas, para lamentar a morte de um jovem, que com a vida pela frente o destino tirou do nosso convívio, de for precoce e dramática, não pode o Sporting do Sabugal, nesta hora de dor deixar de apresentar sentidas condolências quer aos familiares do Filipe Panto quer á A.C.D.Soito clube onde ele praticava neste momento o seu desporto favorito.
:: ::
Cláudia Janela

Deixar uma resposta