Há um doce típico na Guarda?

Letícia Neto - Seixo do Côa - Sabugal - Capeia Arraiana - orelha

Há um doce típico na Guarda? Pelos vistos, há. Há e chama-se Dom Sancho, em homenagem ao Povoador que fundou a cidade da Guarda no tempo em que ainda não havia o marketing ditador da doçaria conventual. O doce, que foi anunciado há pouco mais de um ano como o bolo representativo da cidade mais alta de Portugal, é feito a partir de uma base de massa folhada de centeio, recheada com creme de queijo Serra da Estrela. Estamos todos a salivar, certo? Eu provei recentemente e fiquei fã.

Doce D. Sancho - Guarda - Capeia Arraiana

Dom Sancho – o doce que se vai tornar típico da Guarda

Na verdade fui apanhada de surpresa com a novidade quando o Luís Vidigal (sim, esse, que um dia foi jogador do Sporting) descobriu que sou da Guarda, e me perguntou quando trazia «aquele doce de lá que é tão bom». Fiquei intrigada com o facto de desconhecer a existência de tal coisa e comprometi-me a trazer e a provar também. Aprovadíssimo. Pode correr lado a lado com todos os outros. Quais ovos moles quais quê…
E se ao início achei um pouco bimba a ideia de criar forçosamente um doce «típico» porque os outros também têm, acabo de dar a mão à palmatória. Porque não inventar quando é uma coisa boa, neste caso ótima e docinha? Tudo bem que não se poderá chamar típico para já, mas daqui a uns anos, quem sabe, fará sentido que assim se refiram ao Dom Sancho.
No passado domingo levei para a redação e todos adoraram. Coisas boas são sempre bem-vindas e agora toca a provar. Não sei bem onde há à venda porque os meus chegaram via irmã-mais-velha, mas sei que podem ser comprados em várias pastelarias da cidade. Os que provei e aprovei vieram de uma pastelaria que fica perto da estação de comboios. Como não restou nenhum e não tirei fotografia, espreitem a foto que roubei por aí e confiram o bom aspeto do docinho.
:: ::
«Calhaus há muitos… Seixo há um», crónica de Letícia Neto

3 Responses to Há um doce típico na Guarda?

  1. LUIS PEREIRA diz:

    No Verão do ano assado comemos (eu e mais 3 pessoas que estavam comigo) um exemplar na pastelaria que foi apresentada como vencedora do doce representativo da Guarda o D. Sancho (alguns conseguiram comer o bolo todo (não é que fosse muito grande, mas…).
    Este ano em Agosto noutra pastelaria (esta muito típica e central), pedi outro D, Sancho (para testar se o defeito era da receita ou do fabrico), e soube-me um pouco melhor, mas,,,
    Para o ano irei tentar encontrar essa pastelaria junto à estação de comboios para que finalmente possa experimentar essa delícia.

  2. Reinaldo Pacheco (Réjo Marpa) diz:

    PASTELARIA 98 da Guarda é a única que comercializa apesar de as outras 12 que também concorreram terem a receita… (Ver em Bolo D. Sancho, Guarda)… Bom apetite…

Deixar uma resposta