Promover a castanha e o cogumelo

Paulo Leitão Batista - Contraponto - © Capeia Arraiana (orelha)

O concelho do Sabugal é terra de castanheiros e de cogumelos, espécies endógenas da região e potencialidades que importa fomentar. No Outono, o Sabugal pode transformar-se na montra do mundo rural, dando a conhecer o melhor que se produz no concelho.

O assador de castanhas dos Fóios

O assador de castanhas dos Fóios

A «Feira da Castanha e do Cogumelo», que a Câmara do Sabugal em tempos realizou, pode e deve ser revigorada conferindo-lhe a necessária atractividade, evoluindo para uma iniciativa com impacto regional e nacional.
Ocorrem aliás por esse Portugal afora, nos meses de Outubro e Novembro, muitas feiras e festas dedicadas às castanhas e aos cogumelos, procurando a divulgação desses e doutros produtos regionais, com base nos sabores e aromas do Outono.
Na gastronomia a castanha e o cogumelo estão em crescente utilização, o que torna essencial que à feira promocional se junte um festival ou mostra gastronómica, instando os restaurantes a incluírem nas ementas pratos típicos confeccionados com esses ingredientes.
Ao mesmo tempo é necessário prender a atenção das pessoas para a qualidade da nossa castanha, realizando magustos abertos ao público, enquadrados por animação de rua e acordes musicais, para além de mostras de artesanato e produtos regionais.
Noutra vertente é sempre apelativa a organização de caminhadas, passeios a cavalo e de BTT pelos trilhos dos castanheiros, assim como passeios micológicos, levando as pessoas pelo campo à procura de cogumelos e ensinando-as a distinguir as suas espécies. A isto podem juntar-se as demonstrações gastronómicas, concursos de sabores, assim como colóquios sobre a importância da castanha e do cogumelo.
Numa palavra, é essencial tirar partido das potencialidades que os cogumelos e as castanhas garantem ao concelho do Sabugal, apostando em iniciativas integradas e convenientemente organizadas que melhorem a atractividade das nossas terras.
Para despertar a atenção, deve promover-se o que é original, seja pela tradição, seja em resultado da nossa criatividade. Veja-se o caso do Maior Assador do Mundo apresentado na Feira Rural Castanea de Vinhais, que o oficializou no Guinness Records, proporcionando imagens que correram Mundo difundindo o nome de uma terra com uma produção alimentar de excelência.

O assador de castanhas de Vinhais

O assador de castanhas de Vinhais

Nos Fóios têm desde há meia dúzia de anos um grande assador igualmente original e quiçá mais prático do que aquele que Vinhais apresentou. Importa pois tirar melhor partido desse instrumento utilitário, instando os seus criadores a replicá-lo, para se assarem castanhas nos magustos comunitários a realizar na época outonal.
:: ::
«Contraponto», opinião de Paulo Leitão Batista

leitaobatista@gmail.com

Deixar uma resposta