Geoparque Estrela candidata-se à UNESCO

IPG - Instituto Politécnico da Guarda - Capeia Arraiana

A região da serra da Estrela quer ser classificada como Geopark, estando a candidatura à Unesco a ser preparada pelos nove municípios abrangidos pela Serra, contando com o apoio do Instituto Politécnico da Guarda (IPG) e da Universidade da Beira Interior (UBI).

Autarcas reuniram no IPG

Autarcas reuniram no IPG

No dia 17 de Setembro reuniram no IPG os representantes dos Municípios para analisarem a proposta de candidatura à UNESCO. Estiveram presentes os Municípios de Manteigas, Celorico da Beira, Fornos de Algodres, Guarda, Gouveia, Seia, Oliveira do Hospital, Covilhã e Belmonte.
image(1) cópiaO encontro, na sequência de outros, contou com a participação da Coordenadora do Fórum Português de Geoparques (UNESCO), Elizabeth Silva, e do Presidente do Comité Nacional para o Programa Internacional das Geociências, Artur Sá.
Foi unânime o reconhecimento da importância desta classificação como indutora do desenvolvimento da Serra da Estrela, pelo que foi sublinhada a «necessidade de iniciar o mais rapidamente possível o processo de candidatura»; isto porque, como foi salientado, «os novos Programas de Geoparques Globais da UNESCO implicam um trabalho efectivo nos territórios, mesmo antes da sua classificação, com a definição de uma estrutura».

A candidatura à UNESCO vai avançar

A candidatura à UNESCO vai avançar

De destacar, ainda, a manifestação de interesse, evidenciada pela totalidade dos Municípios, destacando a classificação do Geopark para a afirmação da marca Serra da Estrela.
Nas próximas semanas vão ser dados «passos importantes na definição da estrutura de gestão do futuro geoparque e nas formas de financiamento», tendo sido solicitados aos municípios contributos até ao final do corrente mês.
A classificação do Geoparque Serra da Estrela no quadro da UNESCO é vista como factor-chave para o desenvolvimento sustentável.
plb (com IPG)

Deixar uma resposta