Futebol: Sabugal vence Vilanovense e lidera

Rui Nascimento - Sporting Clube Sabugal - Capeia Arraiana

Domínio absoluto garante vitória tranquila do S.C. Sabugal na receção ao C.F. Vilanovenses por 3-0, assumindo assim a liderança do Campeonato Distrital à entrada para a última jornada.

Sabugal a um passo de ser campeão distrital

Sabugal a um passo de ser campeão distrital

Numa tarde fantástica para a prática do futebol, com uma boa moldura humana nas bancadas, o S.C. Sabugal recebeu o até aí líder Vilanovenses, proporcionado a todos os presentes um excelente jogo.
A emoção estava ao rubro e obviamente a equipa que a soubesse controlar melhor, poderia ter vantagem no desfecho final da partida.
O Sabugal entrou como lhe competia, assumindo uma atitude forte e consistente, dando claras evidências que tudo faria para não deixar fugir esta oportunidade.
E assim foi, a equipa raiana entrou mandona e permitiu que as oportunidades fossam aparecendo.
Numa jogada de insistência, Rui Pedro assiste Camilo, que já dentro de área toca para Nani á boca da baliza fazer o 1-0.
Pouco tempo depois, Rui Pedro volta a receber uma bola entre os centrais, executa bom trabalho individual, mas só com o guarda-redes pela frente remata a rasar o poste.
Ainda a defesa do Vila Nova não se tinha recomposto e já o mesmo Rui Pedro, à entrada da área, vê o guarda-redes forasteiro adiantado e tenta fazer um chapéu que acaba por sair ao lado.
Ainda antes do intervalo, num livre marcado por Sérgio, Janela aparece isolado ao segundo poste e sem oposição acaba por cabecear ao lado, tendo inclusive dado sensação de golo a todos os presentes.
O Vila Nova defendia como podia e apenas saía com bolas longas na direção do seu ponta de lança, mas que em nenhuma altura tiveram qualquer relevância.
De salientar que o maior momento de perigo perto da baliza do Sabugal, aconteceu por intermédio de Pedro Carvalho que na tentativa de realizar um corte em carrinho apanha mal na bola e faz a mesma passar perto do poste da baliza de Nuno Morais.
Com o resultado de 1-0 chegava-se ao intervalo, mas que penalizava o poderio ofensivo apresentado pelo Sabugal.
No segundo tempo mais do mesmo, Sabugal muito forte, não dando hipótese a nível defensivo, elaborando bem as suas jogadas com um meio campo muito organizado e criando perigo constante com a sua frente de ataque sempre muito interventiva.
Um dos pilares do Vila Nova, o seu trinco e considerado motor da equipa, foi completamente aniquilado pela estratégia do Sabugal, o que obrigava a equipa a insistir no que já tinha feito na primeira parte, pontapé para à frente.
Tanta foi a superioridade, que as oportunidades para ampliar o marcador eram maiores às de tentar equilibrar o jogo, e verdade seja dita, o Vila Nova durante os 90 minutos não rematou uma única vez à baliza do Sabugal, conseguindo apenas chegar à área do mesmo através de cantos e livres que sempre foram perfeitamente anulados pela defensiva local.
Numa jogada individual de Nuno “Fifias”, este fez gato-sapato do defesa de Vila Nova, levando o mesmo a cometer grande penalidade após uma serie enorme de dribles. Chamado a converter, Camilo amplia o resultado para 2-0.
Cinco minutos volvidos, nova jogada do endiabrado Nuno “Fifias”, mais uma vez a ser rasteirado pelo mesmo defesa, mas o árbitro a nada assinalar, tendo também ficado a sensação que caso houvesse motivo para assinalar falta, seria fora da área.
Para fechar as contas do jogo, Manata trabalha bem já dentro de área e desfere um portentoso remate que embate num defensor já em cima da linha, mas que na insistência permite ao mesmo jogador raiano fazer o resultado final de 3-0.
Pelo meio ficaram sempre boas jogadas e um futebol muito seguro por parte do S. C. Sabugal, presenteado o muito publico com um jogo atrativo, onde desde de o apito inicial ficou patente a vontade e união desse grupo de trabalho.
Para a história fica um resultado seguro, que poderia ter tido outros números, mas com vitória clara da melhor equipa em campo.
Com este resultado o Sporting Clube do Sabugal acaba por subir ao topo da tabela classificativa, isolando-se no 1ºlugar com 56 pontos, com mais 1 ponto que os mais diretos adversários.
Assim sendo fica tudo adiado para a última jornada, onde o Sabugal tem uma deslocação sempre difícil ao terreno do Vilar Formoso, onde obrigatoriamente terá que ter a mesma atitude que apresentou este domingo no seu terreno, pois só assim poderá ter possibilidades de alcançar o resultado desejado.
No próximo fim de semana o campeonato é interrompido mas os jogos continuam, pois o S.C. Sabugal joga em Manteigas a meia-final da Taça de Honra da A.F. Guarda.
A equipa do Sabugal apresentou-se com a seguinte constituição:
Nuno (GR), Miguel, Janela, Pires, Pedro, Nuno “Fifias”(C), Sérgio, Camilo, Gaspar, Nani e Rui Pedro. No banco Rui Nascimento (treinador), Sampaio (GR), Calau, Filipe, Rebelo, Ricardito, Nuno Oliveira e Manata.
Crónica de Rui Nascimento

Deixar uma resposta