Casteleiro – Que venha a festa!

Joaquim Gouveia - Capeia Arraiana (orelha)

:: :: CASTELEIRO :: :: No primeiro fim-de-semana de maio a Festa da Caça quebrará a monotonia dos dias na aldeia de Casteleiro.

Grupo de Bombos de Vales do Rio - Casteleiro - Capeia Arraiana

Grupo de Bombos de Vales do Rio vão estar presentes na Festa da Caça 2015

Na aldeia o assunto é tema de conversa no sítio do «jornal da Caserna», também chamado de Terreiro de São Francisco, local onde todas as notícias passam a uma velocidade quase viral.
Em boa hora a atual Junta de Freguesia pôs mãos à obra, chamando a si a organização da Festa da Caça. Agora, é a contagem decrescente dos dias que marca o ritmo dos trabalhos preparatórios. Certo, certo é que tudo estará pronto no dia e hora programados.
Nesta antevisão festiva ressaltam três aspetos, tal fio condutor, que definem estes dias: atividades ligadas à caça, animação de rua para todos os gostos, divulgação de produtos regionais atrevendo-me, desde já, a destacar o azeite, o vinho, o pão cozido em forno de lenha, as filhoses, os bolos esquecidos e… muito mais.
Também o desporto e o lazer marcam presença no programa da festa, com a Caminhada «Rota dos Casteleiros» que liga o Casteleiro à Vila de Sortelha. Um pouco de história atravessa esta iniciativa, através do percurso (muito bem sinalizado) pela calçada medieval até às portas de uma das mais belas Aldeias Históricas de Portugal. «As origens do seu aglomerado remontam ao rei D. Sancho I, embora o foral só tivesse sido atribuído em 1228 pelo seu neto, D. Sancho II. Do seu património edificado destaca-se o castelo, as muralhas, as medidas padrão gravadas na porta poente da cerca, o pelourinho, a antiga casa da câmara, a igreja matriz da Senhora das Neves, a igreja de São João ou da Misericórdia… e as inúmeras sepulturas escavadas nas rochas nos adros das igrejas.
A povoação de Sortelha foi sede de concelho até 1855 ficando, a partir daí, a fazer parte do concelho do Sabugal».
Depois desta breve visita guiada pela antiga Vila é tempo de subirmos às muralhas, olharmos a Sul e… desfrutar da invejável paisagem sobre o Vale de Asneiro, o Pôio e lá ao fundo a aldeia que, logo pela manhã, deu o sinal de partida desta viagem. Claro que a máquina fotográfica e os binóculos serão fieis companheiros que mais tarde nos ajudarão a recordar pessoas, espaços singulares e de boa memória.
Mas a Festa da Caça é isto e muito mais! Mas é sobretudo um tempo para dar tempo ao tempo e deixar que o verdadeiro sentido da festa invada as ruas com sua música, animação, sem esquecer a boa mesa recheada dos manjares locais e regionais, ingredientes indispensáveis a uma boa conversa de amigos, nesta passagem fugaz pela terra que um dia os viu nascer e mais tarde os viu fugir.

Pois que venha a Festa!

:: ::
Caminhada «Rota dos Casteleiros»
Data: 3 de Maio
Percurso: Casteleiro – Sortelha
Distância: 5,8 Kms
Duração: 2 horas
Dificuldade: Fácil.
:: ::
«Viver Casteleiro», opinião de Joaquim Luís Gouveia

Deixar uma resposta