Por amor da Santa…

Pensamento do dia - Capeia Arraiana

Por amor da Santa! Não há promoção turística do concelho do Sabugal que resista a tanta idiotice. Há uns bárbaros lá para a Beira Alta, junto ao rio Côa, em terras sabugalenses que têm como tradição «pôr» as crianças a fumar. Mesmo que ninguém saiba por que motivo se acendeu tão estúpida ideia. O Sabugal no seu melhor…

Crianças a fumar no Sabugal - RTP _ Capeia Arraiana

Crianças a fumar no Sabugal (imagem: RTP)


Ele há coisas…
José Carlos Lages

5 Responses to Por amor da Santa…

  1. João Duarte diz:

    Idiotice e da grande é trazer o “moustache” ao Sabugal, num evento cultural. Isso é que é idiotice. E tirando eu , não vejo quase mais ninguém preocupado com isso. Estou farto de fundamentalistas anti-tabagistas .

    • jclages diz:

      Caro João Duarte
      Eu por mim detesto fundamentalistas seja do que for e, especialmente, maniqueístas.

      Mas tenho a certeza que os professores de escola primária recebem indicações para falarem aos seus alunos sobre os malefícios do tabaco e até para levarem a mensagem para casa e encorajarem os seus pais a deixar de fumar.

      Mas eu sei que tu sabes que o que está em causa é a idade com que estas crianças foram postas a fumar à frente das câmaras porque sem isso não havia notícia para as televisões. Infelizmente o Sabugal voltou a ser falado e não foi, na minha opinião, pelas melhores razões.

      Aliás depois da polémica do senhor Bispo da Guarda que se indignou com festas em nome de santos que justificam arraiais musicais pagãos acho que prefiro nem saber o que pensa D. Manuel Felício de uma santa que anda a «pôr» as crianças a fumar no Sabugal.

      Mas é com prazer que te levo um charuto cubano (que devem ser os teus preferidos) na próxima ida ao Sabugal.

      obs: quanto ao Moustache considero que, em democracia, até as imensas minorias têm direito a ouvir o «tira o carro e mete o carro na garagem da vizinha». 😉

      Aquele abraço raiano com amizade,

      José Carlos Lages

  2. antonio barreiros diz:

    sen duvida alguma uma ideia muito estupida…para nao dizer mais

  3. Maria José Fidalgo diz:

    Um grupo de labregos pensa que é assim com extravagância que defende a sua terra. Mas isto de colocar crianças de cigarro na boca e chamar as televisões para o mostrar vai muito para além do que eu imaginava que certa gente era capaz.
    Mas se calhar virão justificar-se coma tradição.
    Dizem que antigamente no Sabugal metiam um gato num pote que se colocava no cimo do pinho vestido com rosmaninhos de S. João (o «carvalho») e depois deitavam-lhe o fogo e era um grande regalo ver o gato estatelar-se das alturas e morrer no chão – que gracinha, não era? Pois os labregos têm aí mais uma hipótese de fazer outra extravagância em nome da Tradição – O Sabugal agradece e a promoção televisiva também.

  4. João Duarte diz:

    Não gosto de charutos, caro José Carlos Lages… Mas acho isto uma coisa sem nexo. Ninguém me obriga a dizer aos alunos para dizerem aos pais que deixem ou não de fumar. O que eu faço é não aconselhar ninguém a fumar. É isso que eu digo aos alunos. Mas , infelizmente, essa liberdade que existe para dizer aos alunos que não fumem, não existe para dizer aos alunos que não ouçam, nem vão ver o “moustache”. Porque se eu fizer isso , sou totalitário e sei que os papás adoram levar os filhos aos “concertos” do “moustache”. E , no entanto, numa sociedade sã e amante da cultura, como qualquer pessoa medianamente inteligente gostaria que fosse a portuguesa, deveria ser obrigatório os professores dizerem aos alunos que existem milhentas coisas mais bonitas na música que o “moustache” e que não é aconselhável eles escutarem esse homem que nada representa para a cultura portuguesa. Mas infelizmente, vivemos na cultura pimba e ai de quem se atreva a criticá-la, porque os papás é que sabem.

Deixar uma resposta