Confraria do Bucho promove a Raia em Lisboa (1)

Confraria Bucho Raiano - Capeia Arraiana (orelha)

O Palácio do Instituto de Acção Social das Forças Armadas (ex Cooperativa Militar), recebeu no sábado, 16 de Novembro, os 120 convivas que participaram no sétimo almoço anual da Confraria do Bucho Raiano em Lisboa.

Palácio da Cooperativa Militar recebeu confrades e amigos do bucho

Palácio da Cooperativa Militar recebeu confrades e amigos do bucho

Juiz Conselheiro Pinto Monteiro e General Pina Monteiro

Juiz Conselheiro Pinto Monteiro e General Pina Monteiro

O bucho raiano voltou a ser rei em Lisboa, acompanhado, como manda a tradição, de batata cozida e grelos de nabo. De entrada, foi servida morcela e farinheira e, no final, houve castanhas assadas, tudo produtos genuínos, vindos do Sabugal.
A possibilidade de se degustar o bom bucho raiano levou a que a maior sala do palácio ficasse repleta de gente, transformando assim o almoço de 2013 naquele que juntou mais pessoas dentre os demais que a Confraria realizou em Lisboa. Muitos outros se quiseram inscrever, mas nem a sala comportava mais pessoas, nem o bucho raiano, vindo do Sabugal, seria suficiente para satisfazer o apetite das dezenas de apreciadores da gastronomia raiana que não conseguiram garantir um lugar entre os convivas.
Nunca como neste ano tanta gente se inscreveu no almoço da Confraria, o que comprova a vitalidade do seu projecto de promoção da gastronomia raiana. Dentre os convivas há a destacar a presença de algumas pessoas gradas, nomeadamente os juízes conselheiros Pinto Monteiro (ex Procurador Geral da República) e Gabriel Catarino, os generais Pina Monteiro (Chefe de Estado Maior do Exército) e Esmeraldo Alfarroba, a estilista Isilda Pelicano, os historiadores Adérito Tavares e Máxima Vaz, o escritor Vítor Pereira Neves e o ex conservador Filomeno Barreto Xavier.
Ainda que fosse um almoço voltado para os confrades do bucho e seus amigos, houve confrarias que se inscreveram e marcaram presença, como foi o caso da Confraria do Vinho de Carcavelos, da Confraria da Marmelada de Odivelas e da Confraria do Ribatejo.
O almoço de Lisboa tem para a Confraria do Bucho um valor simbólico muito significativo. Foi em 17 de Novembro de 2007, num almoço realizado na Casa do Concelho do Sabugal, que foi lançada a ideia da formação da Confraria, o que viria a acontecer formalmente em 5 de Maio de 2009.
Desde esse primeiro almoço fundador que os encontros acontecem todos os anos em Novembro. O segundo voltou a realizar-se na casa do Concelho, o terceiro foi na Cooperativa Militar, o quarto e o quinto tiveram lugar na Churrasqueira do Campo Grande e o sexto almoço de bucho foi para Alcochete, para o restaurante Alfoz. O sétimo almoço, realizado ontem, regressou à Cooperativa Militar, uma casa que sabe acolher e que é exímia na prestação deste tipo de serviço.
Paulo Leitão Batista (Chanceler da Confraria do Bucho Raiano)

Deixar uma resposta