Parabenizemos o órgão e as pessoas

A invectiva do poeta não pode perturbar, minimamente que seja, o espírito dos responsáveis pelo blogue Capeia Arraiana. Com efeito, esta, no infinitesimal do tempo que é o simples transcurso dum hexénio, afirmou-se como lúcido e intemerato porta-voz de toda uma vasta região.

Pede-me Deus do tempo estrita conta
Tenho de dar a Deus conta do tempo
Mas quem gastou sem conta tanto tempo
Como prestará sem tempo tanta conta

A invectiva do poeta não pode perturbar, minimamente que seja, o espírito dos responsáveis pelo blogue Capeia Arraiana.
Com efeito, esta, no infinitesimal do tempo que é o simples transcurso dum hexénio, afirmou-se como lúcido e intemerato porta-voz de toda uma vasta região.
E não se limitou a fazer-se eco dos seus problemas, mas garantiu também a livre expressão a todos os filhos naturais e adoptivos dela sobre um extenso e variadíssimo leque de problemas que vão das minúcias da pátria chica aos grandes temas da política mundial, tornando-se assim um orgão de largo espectro.
A opinião expressa nas páginas do Capeia Arraiana encontra, na verdade, acolhimento num variado leque de tertúlias e é apreciada até nos centros de decisão.
Num campo particularmente sensível como é o da gastronomia regional ascendeu a um lugar de grande projecção e respeitabilidade, afirmando-se como órgão oficioso dos mais significativos especialistas peninsulares do tema.
Neste particular, o Bucho Raiano e a sua Confraria muito lhe estão já devendo, não tendo atingido nem o produto nem a Instituição o nível a que se alcandoraram sem a metódica e profícua campanha pelo blogue prosseguido.
A Região só pode congratular-se com mais este órgão de difusão, sendo certo que todos não somos demais.
Aliás, em tempos tão conturbados como os que vivemos, são os blogues, respondendo às questões do dia que com os órgãos on-line mais se adequam ao imediatismo.
Parabenizemos, pois o órgão nas pessoas dos seus primeiros e principais responsáveis – o Paulo Leitão Batista e o José Carlos Lages.

Manuel Leal Freire

Deixar uma resposta