Sabugal pode ficar com apenas 30 freguesias

A proposta formulada pela Unidade Técnica para a Reorganização Administrativa do Território (UTRAT) aponta para várias agregações de freguesias no concelho do Sabugal, passando o mesmo das actuais 40 para apenas 30 freguesias.

Concelho do Sabugal - Reforma das Freguesias - 2012 - Mapa Blogue Capeia Arraiana

(clique na imagem para ampliar.)

O Sabugal junta-se a Aldeia de Santo António, passando a constituir uma única freguesia.
O mesmo acontece-se com Santo Estêvão e Moita.
Outra união é entre as freguesias de Pousafoles, Penalobo e Lomba, que se reúnem numa só.
Também Ruvina, Ruivós e Vale das Éguas passam a uma só freguesia.
Seixo de Côa e Valongo juntam-se igualmente, agregando neste caso as duas margens do rio Côa.
Na raia, Aldeia da Ribeira, Vilar Maior e Badamalos também se juntam numa só freguesia.
Lageosa e Forcalhos são as outras duas freguesias da raia que se agregam.
A proposta mexe em todas as 11 freguesias com mesmos de 150 habitantes e ainda na do Sabugal e de Aldeia de Santo António, cuja junção a UTRAT justifica com o facto de serem contíguas, partilharem a albufeira do Sabugal e passarem a, juntas, perfazerem 2741 habitantes, reforçando assim demograficamente a sede do concelho.
Nas restantes agregações a UTRAT justifica-se com a homogeneidade do território, com a existência de legações rodoviárias directas, a pouca distância entre os agregados populacionais e a criação de um maior equilíbrio demográfico.
Recorda-se que a Assembleia Municipal do Sabugal se pronunciou contra a reorganização administrativa do território do concelho.
plb

4 Responses to Sabugal pode ficar com apenas 30 freguesias

  1. José Carlos Mendes diz:

    Preocupa-me esta matéria.

    Vou por partes.
    Trata-se de uma das mais complexas questões dos dias de hoje, acho.
    Extinguir freguesias pode ser uma tentação mas pode ser um perigo.
    Por razões orçamentais apenas, não vele a pena.
    Nem se vai poupar tanto assim.
    Qualquer PPP resolve isso a brincar.

    Mas não é só isso.
    Para muitas aldeias é mais um passo em direcção à extinção da vida local, da proximidade de alguns serviços, como correio, receber a pensão, pagar o telefone etc..
    E por aqui me fico. Todos o sabemos.

    Mas é possível fundir freguesias e manter esses serviços de proximidade.
    Espero que assim venha a ser.

    Como se sabe, acaba de ser publicada no DR a Lei nº 56/2012, que estabelece de forma pioneira a nova divisão administrativa da Cidade de Lisboa. Veja o novo mapa da capital aqui, se tiver interesse:
    http://www.cm-lisboa.pt/archive/img/NovosLimites_800x.jpg.

    Ora, no que toca à nossa região, e designadamente no que toca ao nosso concelho, pelo que vejo aqui na peça (e desde já: parabéns ao ‘Capeia’ pelo mapa – perfeito, claro, finalmente esclarecedor, pois andava por aí uma grande baralhada), esta questão sugere-me desde logo três ou quatro reflexões que gostaria de partilhar – e vou referir-me apenas ao que conheço muito bem:

    1. Moita
    Pensaria, de repente, que para os idosos da Moita seria mais simples ficarem ligados ao Casteleiro do que a Santo Estêvão. Não sei. Provavelmente estou errado. Mas por intuição, sempre pensei que, a ter de ser, assim fosse.

    2. Aldeia de Santo António
    Nunca me passou pela cabeça que a Aldeia perdesse autonomia e, menos ainda, que ficasse ligada ao Sabugal. Mas pelo critério da proximidade, a ficar sem autonomia, sim, a mais próxima é a do Sabugal.
    Mas não deveria ser extinta esta Freguesia, julgo eu. Pelo menos não pelo critério demográfico. Se não, vejamos: fui consultar os resultados eleitorais de 2009, não pelos resultados – mas pelos números de eleitores. A Aldeia tem 604 eleitores… como se vê aqui http://www.autarquicas2009.mj.pt/autarquicas2009/#%00.

    3. Sabugal
    Nesta arrumação, e como decorre do que disse acima, considero que a nova Freguesia do Sabugal fica ainda mais «gigantesca» pelos padrões locais. Se faço bem as contas, ficará com 2814 eleitores. Esta freguesia que já actualmente tem em média 6 a 7 vezes o número médio de eleitores das freguesias do concelho, fica assim anomalamente empolada.

    4. Finalmente, e não menos importante
    Mas digo mais ainda: com a tendência, a tentação, dos poderes de investirem mais onde há mais gente / eleitores (não só na devida e justa proporção das necessidades mas em proporção bem mais excessiva e esmagadora…), já estamos mesmo a ver como vai ser o Plano de Actividades e sobretudo o Orçamento Municipal de 2014 – mas, pior, o de 2017.
    «Honni soit qui mal y pense» (poupo-lhe o trabalho, vá, clique já aqui: http://pt.wikipedia.org/wiki/Honni_soit_qui_mal_y_pense) – expressão bem a propósito na nossa terra e sobre esta temática, pois se trata de um concelho como o nosso onde a emigração para países de língua francesa é um dos fenómenos mais desertificantes…

    Espero estar muuuuito enganado.
    Mas não creio.

    • Armindo Bôto diz:

      A distância da Moita ao Casteleiro ou a Sto. Estêvão é sensivelmente a mesma. E inevitavelmente creio que a Moita tem mais ligações afectivas a St. Estêvão do que ao Casteleiro… (my opinion)

  2. José Jorge Cameira - Beja e Vale da Senhora da Póvoa diz:

    Estou de acordo. A ser forçado o fim da JF da Moita, o melhor seria a junção com o Casteleiro pela proximidade geográfica e por alguma afinidade entre as pessoas agora e no passado.

  3. Nuno Mota diz:

    Achei engraçado
    – no ponto 2 falar-se da Aldeia de Santo António perder autonomia? e
    – no Ponto 3 do Sabugal agregar a Aldeia de Santo António?

    É uma Análise totalmente errada, pois:
    1º A freguesia que hipoteticamente iria resultar chamar-se-ia “União das Freguesias de Aldeia de Santo António e Sabugal”
    2º Nenhuma seria extinta, mas sim ambas agregadas nesta união de freguesias
    3º Apenas se concretizará à REVELIA do executivo ao qual presido e da população desta freguesia.
    4º Penso que o próprio executivo do Sabugal também não concordará com tal medida.
    5º Esta medida nunca sequer este em em cima da mesa no período de análise.
    6º A Freguesia do Sabugal é a Freguesia da Sede Concelho, pelo que segundo as “directrizes do ultimo modelo de reorganização” seria esta a ser abolida!

    Aldeia tem segundo os últimos Censos 798 Habitantes, é a 3ª Freguesia mais populosa do Concelho, das únicas com Jardim de Infância, Escola Primária com Cantina em funcionamento.

    Quanto à Moita Concordo com o Sr. José Jorge Cameira, pois existem muito mais afinidades sociais entre ambas as freguesias.

Deixar uma resposta