Distrito da Guarda perde 212 freguesias

O Documento Verde da Reforma da Administração Local, apresentado pelo primeiro-ministro Pedro Passos Coelho, estabelece critérios para a redução de juntas de freguesias que, aplicadas ao distrito da Guarda fazem com que desapareçam 212 freguesias, num total de 336. No concelho do Sabugal desaparecerão 20 freguesias.

O documento, que tem por epígrafe «Uma Reforma de Gestão, uma Reforma de Território e uma Reforma Política», define uma metodologia baseada em critérios orientadores (demográficos e geográficos) que deverão presidir à nova organização autárquica.
Da aplicabilidade desses critérios orientadores elaborou-se um mapa que aponta para a agregação ou fusão de muitas freguesias, que, no caso do distrito da Guarda, se eleva a 212.
Vejamos as freguesias que vão desaparecer em cada concelho se a reforma autárquica avançar nos exactos termos em que está definida no Documento Verde.
Sabugal (desaparecem 20 freguesias, num total de 40): Águas Belas, Aldeia da Ribeira, Badamalos, Baraçal, Forcalhos, Lomba, Moita, Nave, Penalobo, Pousafoles do Bispo, Rapoula do Côa, Rendo, Ruivós, Ruvina, Seixo do Côa, Vale das Éguas, Valongo, Vila Boa, Vila do Touro. Vilar Maior.
Aguiar da Beira (sete freguesias, num total de 13): Eirado, Forninhos, Gradiz, Pinheiro, Sequeiros, Souto de Aguiar da Beira, Valverde.
Almeida (23 freguesias, num total de 29): Ade, Aldeia Nova, Azinhal, Cabreira, Castelo Bom, Castelo Mendo, Freixo, Junca, Leomil, Malpartida, Mesquitela, Mido, Monte Perobolço, Naves, Parada, Peva, Porto de Ovelha, São Pedro de Rio Seco, Senouras, Vale de Coelha, Vale da Mula, Vale Verde, Vilar Formoso.
Celorico da Beira (15 freguesias, num total de 22): Baraçal, Cadafaz, Carrapichana, Cortiçô da Serra, Lajeosa do Mondego, Linhares, Maçal do Chão, Mesquitela, Minhocal, Prados, Rapa, Salgueirais, Velosa, Vide Entre Vinhas, Vila Boa do Mondego.
Figueira de Castelo Rodrigo (12 freguesias, num total de 17): Algodres, Almofala, Cinco Vilas, Colmeal, Escarigo, Freixeda do Torrão, Penha de Águia, Quintã de Pêro Martins, Vale de Afonsinho, Vermiosa, Vilar de Amargo, Vilar Torpim.
Fornos de Algodres (11 freguesias, num total de 16): Cortiço, Fuinhas, Juncais, Maceira, Matança, Muxagata, Queiriz, Sobral Pichorro, Vila Chã, Vila Ruiva, Vila Soeiro do Chão.
Gouveia (cinco freguesias, num total de 22): Figueiró da Serra, Freixo da Serra, Mangualde da Serra, Vila Cortês da Serra, Vila Franca da Serra.
Guarda (39 freguesias, num total de 55): Adão, Albardo, Aldeia do Bispo, Aldeia Viçosa, Alvendre, Avelãs de Ambom, Avelãs da Ribeira, Benespera, Carvalhal Meão, Cavadoude, Codesseiro, Corujeira, Faia, Fernão Joanes, Gagos, Gonçalbocas, João Antão, Meios, Mizarela, Monte Margarida, Pêro Soares, Porto da Carne, Pousade, Ramela, Ribeira dos Carinhos, Rocamondo, Santana da Azinha, Jarmelo (São Miguel), Jarmelo (São Pedro), Seixo Amarelo, Sobral da Serra, Trinta, Vale de Estrela, Vela, Videmonte, Vila Cortês do Mondego, Vila Franca do Deão, Vila Garcia, Vila Soeiro.
Manteigas (uma freguesia, num total de quatro): Vale da Amoreira.
Mêda (13 freguesias, num total de 16): Aveloso, Barreira, Carvalhal, Casteição, Coriscada, Fonte Longa, Longroiva, Marialva, Pai Penela, Prova, Rabaçal, Ranhados, Vale Flor.
Pinhel (20 freguesias, num total de 27): Atalaia, Azevo, Bogalhal, Bouça Cova, Cerejo, Cidadelhe, Ervas Tenras, Ervedosa, Lamegal, Lameiras, Manigoto, Pereiro, Pomares, Póvoa D’ El-Rei, Safurdão, Santa Eufémia, Sorval, Valbom, Vale de Madeira, Vascoveiro.
Seia (10 freguesias, num total de 29): Cabeça, Carragozela, Folhadosa, Lajes, Santa Eulália, Santa Marinha, São Martinho, Sazes da Beira, Várzea de Meruge, Lapa dos Dinheiros.
Trancoso (26 freguesias, num total de 29): Aldeia Nova, Carnicães, Castanheira, Cogula, Cótimos, Feital, Fiães, Freches, Granja, Guilheiro, Moimentinha, Moreira de Rei, Palhais, Póvoa do Concelho, Reboleiro, Rio de Mel, Sebadelhe da Serra, Tamanhos, Terrenho, Torre do Terrenho, Torres, Valdujo, Vale do Seixo, Vila Franca das Naves, Vila Garcia, Vilares.
Vila Nova de Foz Côa (10 freguesias, num total de 17): Castelo Melhor, Chãs, Horta, Mós, Murça, Numão, Santa Comba, Santo Amaro, Sebadelhe, Touca.

A situação é muito diferente em Castelo Branco, onde a redução das freguesias levará apenas à agregação ou fusão de 39 em todo o distrito – as mesmas que desaparecem apenas no concelho da Guarda. Belmonte perde apenas uma freguesia – Colmeal da Torre – enquanto que Penamacor perde cinco – Águas, Aldeia de João Pires, Bemposta, Meimão e Vale da Senhora da Póvoa.
plb

8 Responses to Distrito da Guarda perde 212 freguesias

  1. Victor Clamote diz:

    É interessante analisar estes dados, mas é importante fazê-lo correctamente para não se distorcerem determinadas evidências.
    Assim e pegando nos critérios do Documento Verde da Reforma da Administração Local que estabelece os critérios para a redução de juntas de freguesias, este também revela que após a reforma o Concelho do Sabugal passa a ser aquele que possui o maior número de freguesias no Distrito da Guarda, como podemos observar nos seguintes dados:

    Sabugal: 40-20= 20
    Seia: 29-10= 19
    Gouveia: 22-5= 17
    Guarda: 55-39= 16
    Celorico: 22-15= 7
    Pinhel: 27-20= 7
    Foz-Côa: 17-10= 7
    Aguiar: 13-7= 6
    Almeida: 29-23= 6
    Figueira: 17-12= 5
    Fornos: 16-11= 5
    Mêda: 16-13= 3
    Trancoso: 29-26= 3

    Por outro lado afirmar que no Distrito de Castelo Branco o impacto é menor, não me parece preciso. Referindo os exemplos apresentados, é verdade que Belmonte perde “apenas” 1 freguesia mas possui na actualidade 5 (ficará então com 4), em relação a Penamacor, este concelho perde “apenas” 5 mas na verdade possui 12, ficando assim com 7 freguesias.

    De referir mais uma nota, apenas para que se possam comparar dados concretos: O Distrito da Guarda tem actualmente 336 freguesias e o Distrito de Castelo Branco 158 na totalidade. Com a reforma a Guarda passa para 124 e Castelo Branco 119! O que não é de admirar tendo em contra o inexorável processo de desertificação humana que temos sofrido nas últimas décadas, assim como taxas de natalidade extremamente baixas.

  2. Ramiro Matos diz:

    Queria só deixar uma informação adicional.
    Para além destas 20 freguesias a agregar, isto é a sofrer um processo de agregação entre elas ou com freguesias que se mantenham, terá igualmente que desaparecer ou a Freguesia do Sabugal ou a Freguesia das Quintas de São Bartolomeu.
    Isto decorre do facto de num raio de 3 Km a partir da séde do Município só poder haver uma freguesia. Ora as Quintas de São Bartolomeu ficam a menos de 3km….
    Pela população esta freguesia entraria no grupo das a agregar, mas como os senhores de Lisboa não sabem que a séde do Concelho só tem uma freguesia, isto é, que as Quintas não pertencem ao perímetro urbano da séde, deixam-nos a nós a liberdade de escolher entre extinguir a freguesia do Sabugal ou a das Quintas!
    Ramiro Matos

  3. CM diz:

    Caminhamos para a desertificação total. Importa de referir que algumas das freguesias mantêm-se porque se construíram (em tempo) infra-estruturas que contribuíram para que esta debandada de freguesias não fosse ainda maior.

  4. miuzela diz:

    Vilar Formoso? Impossível …

  5. João Duarte diz:

    Convém lembrar que quem está a tratar disto é o deputado do PSD Manuel Meirinho , natural do Soito… Quando eu vir por aí protestos por causa disto, vou falar com as pessoas porque é que votaram na lista que ele encabeçava…

  6. Antonio Ferreira diz:

    como é possivel no conçelho de celorico da beira, a freguesia da lageosa do mondego vai de desaparecer, sendo esta a 3ª maior do concelho, ficando algumas freguesias que tem uma terça parte dos habitantes, como ex: ratoeira, etc… Está tudo louco.

  7. Serrano Peixoto diz:

    Mas deve estar tudo maluco… pelo que conheço do concelho de Celorico da Beira, como é possivel Lageosa do Mondego e Carrapichana “desaparecerem”? esta gente deve estar mesmo com os c… afetados!!!

  8. Lageosa do Mondego,uma aldeia cada vez mais perto da desertificação total.

Deixar uma resposta