Poderão fechar escolas no próximo ano lectivo

No concelho do Sabugal apenas três escolas do primeiro ciclo do ensino básico cumprirão, no próximo ano lectivo, os critérios do Ministério da Educação para poderem continuar abertas. As escolas com menos de 20 alunos poderão ter de fechar, mau grado a Câmara do Sabugal estar empenhada em o evitar.

Para o ano lectivo 2011/2012 o executivo camarário aprovou por unanimidade, na reunião de 2 de Março passado, manter a deliberação tomada nos anos anteriores de não concordar com o encerramento de escolas no concelho. A razão prende-se com o investimento feito nos últimos anos nas diversas escolas e com o encargo financeiro assumido com a rede de transportes escolares.
O concelho do Sabugal terá no próximo ano lectivo 315 alunos no ensino básico. A Escola Básica do Sabugal, com 155 alunos, a do Soito, com 41, e a de Aldeia de Santo António, com 21, são as únicas que cumprem o critério governamental para poderem continuar a funcionar.
Mau grado a posição assumida pela Câmara, as restantes oito escolas, não terão alunos suficientes para poderem garantir manter-se de portas abertas.
Em pior posição está Vila Boa, que prevê ter apenas sete alunos. Surgem depois Aldeia da Ponte, que terá 10, Bendada e Rapoula, que terão 11, Aldeia Velha, com 13, Ruvina e Santo Estêvão, ambas com 15, e a Cerdeira, com 16.
A Carta Educativa do Concelho do Sabugal, aprovada na Assembleia Municipal de 27 de Abril de 2007, prevê que o concelho venha a ter quatro centros educativos: na Bendada, no Sabugal (a construir de raiz), no Soito e na Cerdeira (junto com a Ruvina). Teme-se porém que o processo de despopulação do concelho, continue a fazer diminuir de tal forma o número de crianças nas aldeias, que nem para esses centos existam alunos.
Bem revelador do problema parece ser o facto de nem as duas escolas ligadas à Liga dos Servos de Jesus, situadas na Cerdeira e na Ruvina, conseguirem garantir o cumprimento dos critérios exigidos pelo ministério da Educação para a sua continuidade.
plb

8 Responses to Poderão fechar escolas no próximo ano lectivo

  1. João Duarte diz:

    Quero lembrar aqui que foi aprovada uma moção , aliás duas moções, no ano passado na Assembleia Municipal onde era referido que, enquanto os Centros Educativos não estivessem concluídos não se encerraria nenhuma escola.
    Sei bem porque fecham as escolas. Tudo por critérios economicistas. Bem gostaria de ver os do PS a comentar isto do fecho das escolas, eles que acreditam cegamente que onde há poucos alunos não há sucesso educativo.
    Mas quem lhes conseguiu meter isto na cabeça?

  2. Nuno diz:

    Fico contente pela Aldeia de Santo António e Triste pelas outras escolas, Felizmente alertei as professoras, sensibilizei alguns pais, no inicio do Ano, que seria necessário começar a trabalhar para manter o numero de alunos a tempo…

    Com estas medidas ninguém vai querer estar no Sabugal daqui a alguns anos… Estão a empurrar-nos para o Litoral à força… Lastimável…

    Posso afirmar que a escola da Aldeia sempre saíram bons e maus alunos como em todo o lado, mas tenho muito bons exemplos de que ter poucos alunos não é sinal de fraco ensino, mas sim de ensino de qualidade/proximidade.

    Mau é por exemplo obrigar uma criança de 6 anos fazer uma viagem de 1h (por trajecto) por exemplo da Bendada para o Sabugal… junto com os alunos mais velhos…

    Já agora, será que com estes custos logísticos todos, não se poderiam continuar a suportar o custo de funcionamento estas escolas? Eu julgo

    Nuno Mota

  3. Clemente diz:

    …como dizia o Eng. Guterres: a minha paixão é a Educação….como pensa agora o P.S.: a nossa paixão é acabar com a Educação…

  4. Era mais fácil fecharem a porta apagarem a luz e darem a chave aos Espanholes, o interior do pais cada vez mais deserto e em vez de criarem condições para a população voltar para la fazem precisamente o contrario

  5. João Duarte diz:

    Caro Nuno Mota: mas é evidente que fechar as escolas e fazer o transporte implica quase os mesmos gastos que ter um professor lá na escola. Mas, os transportes paga a Câmara e os professores pertencem ao Ministério da Educação.
    Toda a gente sabe que se aprende mais tendo menos alunos, do que tendo muitos alunos. Isso é do senso comum. Os iluminados do PS é que descobriram, desde o ano passado, que nas escolas com menos de 21 alunos (porquê este número, pergunta-se?) nada se aprende e só se aprende nas que têm mais de 21 alunos. E ninguém lhes consegue tirar isto da cabeça. Defendem isto com unhas e dentes. Se isto não é ser sectário , é ser o quê?

  6. ANTÓNIO ALVES FERNANDES diz:

    Fechar Escolas Primáras é sinal de mais desertificação, de abandono e de falta de vida na nossa Zona Arraiana. Este mal já vem de décadas, porque fomos esquecidos pelo poder político. Assim, tivemos de imigrar e emigrar para onde encontramos futuro para nós e para os nossos filhos.
    Com este caminhar temos a médio prazo os Lares também a fechar e a extinguirem-se as nossas Adeias.
    Onde não há crianças não há futuro.

  7. carlos chicho diz:

    contaram-me que ultima assembleia municipal, foi apresentada uma moção contra o fecho do interior-escolas, freguesias, centro de saude, tribunais, repartições, edp, correios, policias,.etc., etc, e houve gente que votou contra.É verdade?

  8. João Duarte diz:

    Contra o fecho das escolas, numa Moção apresentada pela CDU, em Junho do ano passado, houve gente que votou contra , sim. Sobretudo do PS. Deve ter vsido por causa dos considerandos…

Deixar uma resposta