Azul sustenta a seta laranja do PSD

PSD - Partido Social Democrata - Capeia Arraiana

No dia em que o Governo socialista fez três anos o PSD conseguiu abrir os noticiários. Os sociais-democratas apresentaram a sua nova imagem que tem como lema «Mudar Portugal» com a seta laranja a aparecer sobre um fundo azul.

Nova imagem do PSDO PSD apresentou esta quarta-feira, 12 de Março, o seu novo logótipo que tem como lema «Mudar Portugal». A data escolhida foi o dia em que o Governo socialista cumpre três anos e como não há coincidências há já quem diga que anda aqui mão das agências de comunicação tão do agrado de Luís Filipe Menezes.
Outra das curiosidades prende-se com o facto de a conferência de Imprensa ter decorrido no Hotel Altis em Lisboa, palco privilegiado das comemorações socialistas em vitórias eleitorais.
«É uma aposta de renovação e de refrescamento, com dinamismo imprimido pela seta estilizada e laranja que referencia de forma principal o Partido Social Democrata», explicou o secretário-geral Ribau Esteves.
A agência Lusa informou ainda que a comissão política concelhia do PSD do Porto foi convocada de emergência para uma reunião a realizar sexta-feira para analisar as declarações do secretário-geral do partido sobre Rui Rio.
António Capucho mostrou-se «confuso» com o quase desaparecimento da cor laranja sob o fundo azul e Mota Amaral num comunicado publicado na página oficial do partido apelou à calma.
A ex-Ministra das Finanças, Manuela Ferreira Leite, fez questão de afirmar que o PSD «não pode dar-se ao luxo de desrespeitar militantes do nível de António Capucho ou Rui Rio».
O líder social-democrata, Luís Filipe Menezes, explicou assim a sua escolha: «É o PSD de sempre, com as setas laranjas com um fundo azul de um mar de esperança. Talvez daqui a uns tempos tenhamos as setas laranja com um fundo verde e vermelho de Portugal mas é o PSD de sempre.»

Mas lá que parece o azul do Porto, perdão, de Gaia, parece… num mar de esperança que deixou de ser verde, perdão, de ser laranja. Uma esperança agitada e revolta num partido que se esqueceu de debater os problemas nacionais para discutir pormenores internos.
jcl

Deixar uma resposta