Castelo de Cinco Quinas - Sabugal

A imponente torre de menagem pentagonal tem 38 metros de altura. ler mais »

Encerro na Capeia Arraiana

Entre a poeira ao longe despontam as varas dos cavaleiros e, logo no meio do turbilhão, o sobe e desce dos vultos em corrida encrespada. ler mais »

Capeia Arraiana

Ao grito de «Ó Forcão, Rapazes!», cerca de três dezenas de rapazes irão segurá-lo e resistir às investidas do touro. O baile de pés e a bravura serão recompensados pelos aplausos da assistência. ler mais »

Ponte de Sequeiros

Agora há outras pontes, mas esta, do Sabugal, é mítica: abriu as portas de Portugal a Ribacôa e as portas de Ribacôa a Portugal. ler mais »

Nascente do Rio Côa - Fóios

O rio Côa nasce na Serra das Mesas, no limite dos Fóios (Sabugal-Guarda), percorre 130 quilómetros até desaguar, na margem esquerda do rio Douro em Vila Nova de Foz Côa. ler mais »

Documentário sobre El Rei D. Dinis

O Capeia Arraiana juntou, em Odivelas, junto ao túmulo de El Rei D. Dinis dois dos mais ilustres historiadores do concelho do Sabugal: Maria Máxima Vaz e Adérito Tavares. LocalVisãoTV na Zon (posições 14 e 199), Meo (198 e 199), Cabovisão (16), Vodafone TV (198 e 199) e Optimus Clix (19). ler mais »

Paróquias da Unidade Pastoral do Planalto do Côa

Salão de Festas de Ruivós, 31 de Agosto de 2014, 14:00 horas ler mais »

 
Ramiro Matos - Sabugal Melhor - © Capeia Arraiana

Plano Estratégico (3)

Considerar a competitividade económica como o eixo central de intervenção é um sinal para o caminho a seguir, segundo o PEC agora em discussão pública.

António Martins - Capeia Arraiana

O todo é maior que a soma das suas partes (3)

Não se pretende com esta reflexão e exposição desvirtuar o Plano Estratégico do Sabugal (PES 2025) que tem vindo a ser desenvolvido por gabinete contratado pela edilidade do Sabugal, mas tão somente apresentar uma reflexão e preocupação, acompanhadas de humildes sugestões, de um simples natural do concelho, relativamente a números e estatísticas oficiais que evidenciam a significativa perda de turistas no concelho de Sabugal.

Rio Coa

Rio Coa

José Fernandes - Do Côa ao Noémi - © Capeia Arraiana

Pelourinhos em Terras de Riba Côa (25)

:: :: JARMELO :: :: – De entre os antigos municípios do distrito da Guarda há um que merece um especial destaque não só pela dimensão que teve mas também pelos acontecimentos de natureza histórica de que foi alvo. Estou a falar do Jarmelo. Aqui não há pelourinho.

Marco Geodésico no Monte  do Jarmelo - Guarda - Capeia Arraiana

Marco geodésico no Monte do Jarmelo – Guarda

Alcínio Vicente - Aldeia do Bispo - © Capeia Arraiana

A «taurocultura» na obra de Alcínio

Num mês de Agosto em que as tradicionais Capeias fizeram renascer as aldeias da raia sabugalense (a nossa «época taurina» iniciou-se no dia 6, na Lageosa, e terminou no dia 25, em Aldeia Velha), apresentamos um dos mais significativos quadros de Alcíno sobre essa temática.

Ao Forcão - pintura de Alcínio

Ao Forcão – pintura de Alcínio

Paulo Leitão Batista - Contraponto - © Capeia Arraiana

Prémios de promoção empresarial

É preciso fomentar o desenvolvimento, sendo para isso essencial acarinhar todos os bons projectos que se dirigem ao nosso território. O Sabugal, enquanto concelho de baixa densidade populacional deveria estar na primeira linha nesta matéria, desenvolvendo iniciativas de promoção empresarial.

Os galardões foram entregues em cerimónia protocolar

Os galardões foram entregues em cerimónia protocolar

António Martins - Capeia Arraiana

O todo é maior que a soma das suas partes (2)

Não se pretende com esta reflexão e exposição desvirtuar o Plano Estratégico do Sabugal (PES 2025) que tem vindo a ser desenvolvido por gabinete contratado pela edilidade do Sabugal, mas tão somente apresentar uma reflexão e preocupação, acompanhadas de humildes sugestões, de um simples natural do concelho, relativamente a números e estatísticas oficiais que evidenciam a significativa perda de turistas no concelho de Sabugal.

Castelo do Sabugal

Castelo do Sabugal

António Emídio - Passeio pelo Côa - © Capeia Arraiana

Celibato, sexo, mulheres na Igreja Católica

A morte de vários familiares num curto espaço de tempo, levou a que me aproximasse de um ritual da Igreja Católica, a Eucaristia. Vi então o papel de algumas mulheres nesse ritual.

E as mulheres - porque não ordená-las sacerdotisas?

E as mulheres – porque não ordená-las sacerdotisas?

José Carlos Lages - A Cidade e as Terras - © Capeia Arraiana

Tesouro escondido na Laje da Lancha

Era dia de festa em Aldeia do Bispo. De manhã o encerro e às cinco horas da tarde a capeia arraiana. O almoço foi na velha cabana do pastor, agora recuperada, na Laje da Lancha da família Vicente. Há, de facto, um tesouro escondido no final do caminho de terra batida que empoeirou os muitos carros estacionados entre os carvalhos que lá iam dando a sombra possível. Não, não é um tesouro material mas sim o tesouro metafísico da verdadeira amizade raiana que a família Vicente vai reunindo à volta da imensa mesa de granito.

Laje da Lancha - José Luís Vicente - Aldeia do Bispo - 11 Agosto 2014 - Foto: José Carlos Lages - Capeia Arraiana

VideoDestaque - © Capeia Arraiana

Sinta a adrenalina de pegar ao forcão

:: SINTA A ADRENALINA DE PEGAR AO FORCÃO :: :: Na Capeia Arraiana de Aldeia do Bispo pegaram ao forcão com uma câmara de filmar agarrada à galha. Sinta a adrenalina de pegar ao forcão e resistir às investidas do touro como se estivesse numa daquelas cabines com sensações virtuais de desportos radicais. A linguagem usada no «interior» do forcão pode ferir os ouvidos mais sensíveis. Autoria do vídeo: David Veras.

António Alves Fernandes - Aldeia de Joane - © Capeia Arraiana

Bismula – a passagem do Padre Hélder Lopes

O Padre Hélder Lopes veio para a zona raiana do Sabugal, oriundo do Colmeal da Torre (Belmonte), das cercanias do Centum Cellas, monumento enigmático, ao qual muitos historiadores atribuem diversas funções, sem chegarem a consenso.

O Padre Helder na procissão da festa da Bismula (foto de Sónia Tomé)

O Padre Helder na procissão da festa da Bismula (foto de Sónia Tomé)

António Martins - Capeia Arraiana

O todo é maior que a soma das suas partes (1)

Não se pretende com esta reflexão e exposição desvirtuar o Plano Estratégico do Sabugal (PES 2025) que tem vindo a ser desenvolvido por gabinete contratado pela edilidade do Sabugal, mas tão somente apresentar uma reflexão e preocupação, acompanhadas de humildes sugestões, de um simples natural do concelho, relativamente a números e estatísticas oficiais que evidenciam a significativa perda de turistas no concelho de Sabugal.

Posto de Turismo em Sortelha

Posto de Turismo em Sortelha

PhotoDestaque - © Capeia Arraiana

Canadair reabastece na Barragem do Sabugal

:: PHOTODESTAQUE :: CANADAIR REABASTECE NA BARRAGEM DO SABUGAL :: Há imagens históricas e há momentos que valem por mil palavras. Contudo todas as imagens merecem uma legenda. Envie-nos as suas fotografias que seleccionar para possível publicação para a caixa de correio electrónico: capeiaarraiana@gmail.com

PhotoDestaque - Canadair a reabastecer os depósitos de água na Barragem do Sabugal para combater incêndio na Reserva Natural da Serra da Malcata - Carine Adão - Capeia Arraiana

José Carlos Mendes - A Minha Aldeia - © Capeia Arraiana

Casteleiro – Porquê este nome da terra?

Há uns tempos, publiquei noutro sítio da «net» uns dados sobre a provável origem do nome da minha aldeia. Ou seja: esta palavra Casteleiro chega-nos do fundo dos tempos – mas porquê este nome da terra? Como e quando e fundado por quem nasceu o povoado onde nasci? De onde lhe vem o nome da localidade? Por puro prazer, volto hoje ao tema e trago-o aqui par si.

Esta muralha pode ter sido construída também por gente da minha terra... in Arquitologia Celina

Esta muralha pode ter sido construída também por gente da minha terra… in Arquitologia Celina

Hoje destacamos... - © Capeia Arraiana

Badamalos procura mordomos para 2015

A RTP dá-nos conta da ansiedade da população de Badamalos porque a festa de 2015 ainda não tem mordomos. «A festa não pode acabar e se for preciso voltamos a repetir a mordomia», defende, no entanto, um jovem da freguesia pertencente ao concelho do Sabugal.

RTP em Badamalos - Capeia Arraiana

Clique na imagem para ver a reportagem da RTP em Badamalos

Religião - © Capeia Arraiana

Lições de fé do forcão

Há dois anos a colaborar no serviço pastoral de onze paróquias situadas na Raia do Sabugal, já pude observar várias vezes a Capeia Raiana, uma marca cultural destas onze aldeias e de algumas outras, uma expressão lúdica que envolve os homens da aldeia, os touros e o forcão, um instrumento de madeira rústica, construído anualmente, utilizado para lidar com o touro na praça da aldeia, à vista de um público que hoje ultrapassa largamente as populações residentes.

A Igreja e a Capeia Arraiana - Padre  Jean Poul Hansen - Capeia Arraiana

A Igreja e a Capeia Arraiana

PhotoDestaque - © Capeia Arraiana

Mordomo da Lageosa com a «ganadera»

:: PHOTODESTAQUE :: MORDOMO DA LAGEOSA COM A GANADERA :: Há imagens históricas e há momentos que valem por mil palavras. Contudo todas as imagens merecem uma legenda. Envie-nos as suas fotografias que seleccionar para possível publicação para a caixa de correio electrónico: capeiaarraiana@gmail.com

PhotoDestaque - Filipe Sanches e Joaquina - Aldeia do Bispo - 2014 - Foto: José Carlos Lages -  Capeia Arraiana

O Falar de Riba Côa - Paulo Leitão Batista - © Capeia Arraiana

O falar de Riba Côa – o léxico (116)

Damos continuidade à apresentação do léxico «O Falar de Riba Côa» com as palavras e expressões populares usadas na raia ribacudana.
Entre os termos RAPADOURA e REBOTINHA.

Capeias Arraianas / Encerros - © Capeia Arraiana

Encerro e capeia arraiana em Aldeia do Bispo (1)

A tradição cumpriu-se mais um ano em Aldeia do Bispo. De manhã o encerro e touro da prova com a participação de dezenas de cavaleiros e centenas de populares. Nas hortas cultivadas junto ao Centro de Dia por alguns dos residentes foi comovente vê-los, alguns já em cadeiras de rodas, a assistir à passagem dos animais. À tarde foi tempo de pedido da praça, com tamborileiro e banda filarmónica e a lide com forcão dos bravos touros da ganaderia do José Manuel (Fininho) que mais uma vez apresentou um imponente e lindo curro. A destoar da beleza da festa só mesmo os andaimes das obras. Para o ano há mais. Parabéns aos mordomos!

Encerro e Capeia Arraiana em Aldeia do Bispo - 2014 - foto: José Carlos Lages - Capeia Arraiana
VideoDestaque - © Capeia Arraiana

Encerro e capeia arraiana em Aldeia do Bispo (2)

A tradição cumpriu-se mais um ano em Aldeia do Bispo. De manhã o encerro e touro da prova com a participação de dezenas de cavaleiros e centenas de populares. Nas hortas cultivadas junto ao Centro de Dia por alguns dos residentes foi comovente vê-los, alguns já em cadeiras de rodas, a assistir à passagem dos animais. À tarde foi tempo de pedido da praça, com tamborileiro e banda filarmónica e a lide com forcão dos bravos touros da ganaderia do José Manuel (Fininho) que mais uma vez apresentou um imponente e lindo curro. A destoar da beleza da festa só mesmo os andaimes das obras. Para o ano há mais. Parabéns aos mordomos!

PhotoDestaque - © Capeia Arraiana

Encerro e capeia arraiana em Aldeia do Bispo (3)

:: PHOTODESTAQUE :: PEDIDO DA PRAÇA EM ALDEIA DO BISPO :: Há imagens históricas e há momentos que valem por mil palavras. Contudo todas as imagens merecem uma legenda. Envie-nos as suas fotografias que seleccionar para possível publicação para a caixa de correio electrónico: capeiaarraiana@gmail.com

PhotoDestaque - Pedido da Praça em Aldeia do Bispo - 2014 - Foto: José Carlos Lages -  Capeia Arraiana

Franklim Costa Braga - © Capeia Arraiana

Sobre «O Falar de Riba Côa» -Letra H

Apresentam-se agora os fenómenos fonéticos presentes nas palavras começadas por H, assim como as adendas de palavras começadas pela mesma letra.

Lavrando a terra

Lavrando a terra

Fernando Lopes - A Quinta Quina - © Capeia Arraiana

Ocaso de Agosto

Quando o ocaso de Agosto se aproxima e a política ainda se recupera da sua lânguida torpeza veraneia, aqui e ali, vão surgindo algumas notícias que nos vão torpeando atenção, umas, outras escorregam-nos do olhar e parecem desaparecer.

O dinheiro dos resgates financia vários grupos de jihadistas

O dinheiro dos resgates financia vários grupos de jihadistas

Joaquim Gouveia - Capeia Arraiana

Quando o povo acredita…

Nos tempos que correm é cada vez mais difícil acreditar em promessas, a maior parte das vezes, usadas para alcançar objetivos que, de outra forma dificilmente assim aconteceria. Para muitas pessoas a «palavra» deixou de significar honra e vergonha, para dar lugar a um conjunto de vocábulos usados em contextos cirurgicamente trabalhados.

Oferendas a Santo António - Casteleiro - Joaquim Gouveia - Capeia Arraiana

Oferendas a Santo António – Casteleiro

José Luís Vicente - Casas da Pedra - Capeia Arraiana

Encerro nos Forcalhos

Na segunda-feira, 18 de Agosto, realizou-se mais um encerro nos Forcalhos. Com o tradicional entusiasmo, logo pela manhã, bem cedinho, começa a «procissão». Pessoas, motas, cavalos e toda a espécie de meios de locomoção dirigem-se ao lameiro onde se encontram os touros. Após a merenda e à hora marcada começa o movimento do gado para que não haja atraso na chegada à «praça». No trajecto vão-se sucedendo várias peripécias. Fugas e contra-fugas, touros à espreita de uma desatenção dos cavaleiros. Mas estes estão treinados e experimentados para os encarreirar. Chegados à estrada, é hora de apertar e acelerar o ritmo dessa massa de homens, cavalos e touros, para que não haja fugas. Após a entrada na «praça» é o relax. Cumprida mais uma missão. Amanhã, há mais e os valentes cavaleiros e amazonas lá estarão.

Encerro nos Forcalhos - 2014 - Foto: José Luís Vicente - Capeia Arraiana

PhotoDestaque - © Capeia Arraiana

Bar La Cabaña em Alfaiates

:: PHOTODESTAQUE :: BAR LA CABAÑA EM ALFAIATES :: Há imagens históricas e há momentos que valem por mil palavras. Contudo todas as imagens merecem uma legenda. Envie-nos as suas fotografias que seleccionar para possível publicação para a caixa de correio electrónico: capeiaarraiana@gmail.com

PhotoDestaque - Bar La Cabaña em Alfaiates - Capeia Arraiana

José Carlos Mendes - A Minha Aldeia - © Capeia Arraiana

Postal TV (30)

Tenho-o referido e de facto, o domingo é o melhor dia da RTP. Mas nem sempre a RTP tem mais audiências ao domingo. Outros assuntos desta peça: as pessoas; os noticiários: temas, notícias; a publicidade nas TVs.

Novas tecnologias para velhos assuntos

Novas tecnologias para velhos assuntos

Ramiro Matos - Sabugal Melhor - © Capeia Arraiana

Plano Estratégico (2)

O PEC agora em discussão pública é um documento a merecer uma leitura cuidada.

O Sabugal pode ser um concelho rural competitivo

O Sabugal pode ser um concelho rural competitivo

Hoje destacamos... - © Capeia Arraiana

D. Fernanda de Alfaiates celebra 100 anos

Esta foi uma semana de comemorações por Alfaiates não só pela Festa de dia 15 de Agosto em Honra da Senhora da Póvoa, pela Capeia de dia 17, mas também porque no dia 19 de Agosto a «D. Fernanda», como gosta de ser tratada, completou 100 anos de vida. A centenária residente no Lar Rainha Santa Isabel da Santa Casa da Misericórdia de Alfaiates festejou a data marcante em companhia de familiares e amigos.

D. Fernanda - 100 anos - SCM Alfaiates - Foto: Cristina Fonseca - Capeia Arraiana
D. Fernanda - 100 anos - SCM Alfaiates - Foto: Cristina Fonseca - Capeia Arraiana D. Fernanda - 100 anos - SCM Alfaiates - Foto: Cristina Fonseca - Capeia Arraiana D. Fernanda - 100 anos - SCM Alfaiates - Foto: Cristina Fonseca - Capeia Arraiana

(Clique nas imagens para ampliar. Fotos: Cristina Fonseca)

Fernando Capelo - Terras do Jarmelo - © Capeia Arraiana

Pressas ou ritualidades?

Ignorar a ritualidade da vida é como quebrar-lhe o encanto. As pressas quotidianas não permitem demoras. Vivemos o dia a dia embrulhados em sensações de atraso num ritmo contemporâneo e acelerado. Morre-se-nos, assim, a calma e assim nos nasce a angústia.

A celeridade da vida

A celeridade da vida

VideoDestaque - © Capeia Arraiana

Dia Mundial da Fotografia – Bang Bang Club

:: BANG BANG CLUB :: :: O português João Silva, Greg Marinovich, Kevin Carter e Ken Oosterbroek são os quatro repórteres fotográficos associados ao termo do apartheid na África do Sul. O Clube do Bangue-Bangue (Bang-Bang Club) actuava dentro dos townships da África do Sul entre os anos de 1990 e 1994, um período foi de muita violência entre facções de grupos negros. A história destaca o conflito entre o Congresso Nacional Africano (ANC) e o Partido da Liberdade Inkatha (IFP) após ambas as forças partidárias terem passado à clandestinidade. O filme sobre o grupo dos quatro é dirigido por Steven Silver com as participações de Taylor Kitsch, Ryan Phillippe e Malin Akerman estreou no Festival Internacional de Cinema de Toronto em 2010. Obrigatório para todos os amantes da fotografia.

Alcínio Vicente - Aldeia do Bispo - © Capeia Arraiana

É festa na minha aldeia

Na minha aldeia ainda nasce o sol e se põe a lua, mas há resquícios do passado glorioso que se abrigam nas suas sombras a coberto da luz.

Festa na Aldeia - Pintura de Alcínio

Festa na Aldeia – Pintura de Alcínio

Paulo Leitão Batista - Contraponto - © Capeia Arraiana

Preservar a memória histórica

Criar um acervo de imagens sobre o passado do concelho do Sabugal pode ser um importante contributo para a preservação da nossa memória colectiva.

Sabugal em 1950 (foto de José Cortez Liberato)

Sabugal em 1950 (foto de José Cortez Liberato)

Logo AAR - Associação Amigos Ruivós - Capeia Arraiana

Capeia arraiana noturna da Associação de Ruivós (1)

As t-shirts violetas criadas pelos mordomos de 2014 – os irmãos Célia e José Leitão e Katia e Dany Marques – indicavam com orgulho «10 anos de tradição». Inicialmente como garraiada no Largo da Fonte e desde a fundação da Associação dos Amigos de Ruivós, em 2007, como «tourada com forcão» no redondel permanente junto ao Salão de Festas de Ruivós tem vindo a servir como motivo de união e reunião para os residentes e migrantes de Ruivós. No sábado, 9 de Agosto, reuniu à tarde a Assembleia Geral Ordinária da associação e ao final do dia teve lugar a tradicional Capeia Arraiana Nocturna com lotação esgotada na «bancada central superior» do lado do campo de futebol. Os salva-vidas ficaram ocupados pelas gerações «mais pesadas» e pelos jovens mais afoitos que não se livraram de emoções fortes quando um dos touros entendeu entrar para um deles. Agarraram ao forcão os bravos de Ruivós ajudados por amigos da Ruvina e de Vale das Éguas como manda agora a lei troikista da união cega. A capeia nocturna de Ruivós na praça permanente (com passeio dos rapazes e pedido de praça ao senhor presidente da União de Freguesias) não tem subsídios, não tem encerro e ainda joga na segunda divisão sem acesso directo ao Festival dos Campeões mas… tudo faremos para manter esta tradição mesmo quando alguns teimam em chamar bois aos touros.

Capeia Arraiana Nocturna da Associação dos Amigos de Ruivós - 2014 - Capeia Arraiana (fotos: José Carlos Lages )
Logo AAR - Associação Amigos Ruivós - Capeia Arraiana

Capeia arraiana noturna da Associação de Ruivós (2)

As t-shirts violetas criadas pelos mordomos de 2014 – os irmãos Célia e José Leitão e Katia e Dany Marques – indicavam com orgulho «10 anos de tradição». Inicialmente como garraiada no Largo da Fonte e desde a fundação da Associação dos Amigos de Ruivós, em 2007, como «tourada com forcão» no redondel permanente junto ao Salão de Festas de Ruivós tem vindo a servir como motivo de união e reunião para os residentes e migrantes de Ruivós.

Capeia Arraiana Nocturna da Associação dos Amigos de Ruivós - 2014 - Capeia Arraiana (fotos: José Carlos Lages )
Logo AAR - Associação Amigos Ruivós - Capeia Arraiana

Capeia arraiana noturna da Associação de Ruivós (3)

As t-shirts violetas criadas pelos mordomos de 2014 – os irmãos Célia e José Leitão e Katia e Dany Marques – indicavam com orgulho «10 anos de tradição». Inicialmente como garraiada no Largo da Fonte e desde a fundação da Associação dos Amigos de Ruivós, em 2007, como «tourada com forcão» no redondel permanente junto ao Salão de Festas de Ruivós tem vindo a servir como motivo de união e reunião para os residentes e migrantes de Ruivós.

Capeia Arraiana Nocturna da Associação dos Amigos de Ruivós - 2014 - Capeia Arraiana (fotos: José Carlos Lages )
Hoje destacamos... - © Capeia Arraiana

Malcata recebe o festival Iberfolk

O palco da edição deste ano (a quinta) do Iberfolk, festival de música tradicional e actividades culturais, é Malcata (Sabugal), nos dias 29, 30 e 31 de Agosto.

O Iberfolk 2004 vai até Malcata

O Iberfolk 2004 vai até Malcata

PhotoDestaque - © Capeia Arraiana

Casa do Benfica do Sabugal com sede modernizada

:: PHOTODESTAQUE :: CASA DO BENFICA DO SABUGAL COM SEDE MODERNIZADA :: Há imagens históricas e há momentos que valem por mil palavras. Contudo todas as imagens merecem uma legenda. Envie-nos as suas fotografias que seleccionar para possível publicação para a caixa de correio electrónico: capeiaarraiana@gmail.com

PhotoDestaque - Casa do Benfica do Sabugal - 2104 - Capeia Arraiana
António Emídio - Passeio pelo Côa - © Capeia Arraiana

Documento 8570/10

Querido leitor(a), nós portugueses estamos novamente a entrar num Estado penal que nos esmaga com a sua prepotência omnipresente.

As pessoas estão a ser vigiadas

As pessoas estão a ser vigiadas

António Alves Fernandes - Aldeia de Joane - © Capeia Arraiana

José Hipólito Jerónimo – 50 anos de missionário

Na manhã de domingo, dia 10 de Agosto, S. Vicente da Beira acordou ao som do rufar dos Tambores do Grupo de Bombos «Os Vicentinos», que anunciaram festa pelas ruas, na vila medieval. José Hipólito Jerónimo, um filho desta centenária vila, que já foi Concelho, comemorava cinquenta anos de Missionário do Verbo Divino, em terras de Portugal, Alemanha, Itália, Estados Unidos e Angola.

Padre José Hipólito Jerónimo

Padre José Hipólito Jerónimo

José Carlos Mendes - A Minha Aldeia - © Capeia Arraiana

Casteleiro – Palavras e modos de falar

Este é um tema inesgotável. Apetece-me hoje, dia 15, recordar mais algumas formas de dizer. Expressões populares que se calhar não se usam noutras terras e também algumas palavras usadas naquelas ruas da aldeia em tempos idos, da minha meninice. Mas que as mesmas pessoas, hoje quase todas no Lar, continuam a usar – como é evidente…

Esta é a geração que assim fala e pensa

Esta é a geração que assim fala e pensa